Clique no logo para voltar
Click on logo to return
Pulse el logo para volver
voltar / back Companhia Docas
do Estado de São Paulo
CODESP

Resoluções da Presidência
e atos administrativos


CIRCULAR DP N.º 4.2003, DE 14 DE ABRIL DE 2003
MÉTODOS PREVENTIVOS PARA CONTROLE DA DENGUE NO PORTO ORGANIZADO DE SANTOS

Devido ao fato das armadilhas (larvitrampas) colocadas pela Superintendência do Controle de Endemias - Sucen, para detectar a presença de aladas Aedes aegypti, Vetor da Dengue e da Febre Amarela, no Porto de Santos, reiteramos a Circular DP n.º 2.2002, de 15-1-02, e as Resoluções DP n.º 52.2001, de 24-5-01 e n.º 9.2002, de 15-1-02 (vide nossa página http://www.portodesantos.com.br/qualidade) e estamos lançando o programa "Porto de Santos: Dengue Zero".

Considerando que as áreas e as movimentações no Porto Organizado de Santos possuem naturalmente pontos, objetos e materiais que podem contribuir significativamente para o aumento de focos ou criadouros, estamos anexando métodos de prevenção aditivos.

Conclamamos todo o pessoal a colaborar com as providências, ações e os cuidados, simples e fáceis, conforme fartamente distribuídos em forma de folhetos, panfletos e amplamente divulgados pelos meios de comunicação e entrega "in situ"; bem como ao engajamento nesta campanha.

É MUITO IMPORTANTE:TODOS CONTRA A DENGUE !


José Carlos Mello Rego
Diretor-Presidente



Anexo

SITUAÇÃO PROPÍCIA À DENGUE
Métodos Preventivos da Dengue:

  • Sucatas: melhor posicionamento, para evitar o acúmulo de água da chuva; ou furá-las se possível; caso promova a retenção de água, adicionar sal grosso, na proporção de 2 (duas) colheres de sopa para cada litro, ou sempre que houver transbordamento (chuva);

  • Pneus: Colocá-los em local coberto (limpos e secos) e agendar seu recolhimento; quando utilizado como canteiro, furá-lo, no mínimo em 6 (seis) pontos equidistantes, mantendo-os sempre na posição vertical;

  • Poças d'água: promover conserto no piso ou aterro (pedra brita); se possível adicionar sal grosso;

  • Lixeiras: mantê-las tampadas e secas;

  • Pratos de Vasos de Plantas: utilizar pratos ajustados aos vasos: escorrer a água e colocar areia grossa até a borda; se possível eliminá-los (usando pulverização como rega); vasos de plantas na água: mudar a planta para vaso com terra;

  • Tambores: mantê-los em local coberto e emborcá-los quando possível;

  • Garrafas em Geral: mantê-las secas, de cabeça para baixo ou recolhê-las;

  • Calhas: mantê-las sempre limpas e desentupidas ou furá-las;

  • Cisternas: mantê-las fechadas ou colocar peixes larvófagos;

  • Ralos externos e canaletas de drenagens para água de chuva (bocas de lobo): mantê-los desentupidos e telados, tratando com sal grosso - no Porto de Santos, somente a adição de sal grosso;

  • Ralos internos de esgoto: colocar tampa "abre e fecha" ou tela de nylon (com trama de 1mm) ou tratar com sal, água sanitária (meio copo) semanalmente;

  • Caixas d'água: Mantê-las sempre limpas, tampadas ou teladas enquanto a tampa é providenciada;

  • Garrafas retornáveis: guardá-las secas em local coberto, mantê-las emboracadas evitando o acúmulo de água no seu interior;

  • Recipientes descartáveis: jogá-los no lixo adequado e destiná-los corretamente;

  • Contêineres: manter suas superficies superiores sempre limpas e secas;

  • Plásticos ou lonas para cobrir equipamentos, peças e outros materiais: elevar o centro da lona mantendo suas bordas, evitando sobras ou pontos de acúmulo de água da chuva (de modo a não formar rugas);

  • Bebedouros: evitar acúmulo de água; em bebedouros de água mineral: lavar semanalmente o aparador para contenção de água, escovando a parte interna;

  • Pisos: nivelá-los afim de evitar a formação de poças d'água;

  • Lajes e Marquises: desobstruir canos condutores e eliminar depressões que permitam acúmulo de água;

  • Entulhos e Lixo (materiais inservíveis): não acumulá-los e destiná-los corretamente;

  • Capim: proceder a capinação e higienização da área;

  • Caixas de descarga sem tampa e sem uso diário: tampar com filme de polietileno ou saco plástico e fita adesiva;

  • Aparelho de ar-condicionado: o ideal é que possuam mangueiras para evitar acúmulo de água nas bandejas - caso contrário, torna-se necessário furar as bandejas para o escoamento;

  • Fosso do elevador: verificar semanalmente se existe acúmulo de água, providenciando seu esgotamento por bombeamento.