O Governo Federal utiliza três ferramentas de planejamento logístico para definir a ocupação das áreas portuárias no Porto de Santos: o Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP), o Plano Mestre e o Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ). Conheça abaixo os três instrumentos.

Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)

Documento elaborado pelo poder concedente que estabelece o planejamento do setor portuário nacional, projetando cenários de curto, médio e longo prazos para o crescimento da demanda dos serviços portuários. Busca orientar as intervenções na infraestrutura e nos sistemas de gestão dos portos organizados brasileiros, para garantir a alocação eficiente de recursos e de investimentos públicos, conforme estabelecido na Lei nº 12.815/13

Objetivos

O documento define objetivos estratégicos, indicadores e metas, consolida bancos de dados e sistemas, monitora periodicamente a evolução do setor, atualiza suas diretrizes de planejamento e serve de base para a elaboração de outros instrumentos.

Sumário executivo PNLP 2019

Plano Mestre

O Plano Mestre é o instrumento de planejamento de Estado voltado aos complexos portuários que abrangem portos organizados. Considera as perspectivas do planejamento de transportes em nível estratégico, visando direcionar ações e investimentos nos portos, na relação porto-cidade e em seus acessos. As diretrizes para sua elaboração e revisão encontram-se descritas na Portaria Minfra nº 61/20

De acordo com a Portaria, a elaboração do Plano Mestre cabe ao poder concedente, devendo a autoridade portuária participar ativamente da sua elaboração e atualização, que ocorre ordinariamente a cada quatro anos. 

Objetivos

Ao Plano Mestre compete projetar a demanda e a capacidade de atendimento das movimentações portuárias e dos acessos terrestres e aquaviários ao porto, orientando os demais instrumentos de planejamento; e realizar a análise estratégica do porto, buscando sua inserção de forma harmoniosa no setor portuário nacional a partir de suas vantagens competitivas. 

O Plano Mestre do Complexo Portuário de Santos foi publicado em abril de 2019. A íntegra do documento pode ser acessado clicando aqui. Abaixo você pode realizar o download do Sumário Executivo.

 

Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ)

O PDZ é o instrumento de planejamento da autoridade portuária que contempla as estratégias e ações para a expansão e o desenvolvimento integrado, ordenado e sustentável das áreas e instalações do porto organizado. As diretrizes para sua elaboração e revisão encontram-se descritas na Portaria Minfra nº 61/20.

Objetivos 

  • Promover o desenvolvimento sustentável do porto;
  • Integrar os modais de transporte;
  • Otimizar o uso das instalações e da infraestrutura já existentes no porto;
  • Definir a organização espacial da área portuária, considerando a movimentação de cargas e passageiros;
  • Propor alternativas para o uso de áreas afetas e não afetas às operações portuárias; e
  • Contemplar as melhorias operacionais e os investimentos portuários e de acessos propostos no Plano Mestre.

O PDZ tem por objetivo geral estabelecer os parâmetros de ordenamento das áreas e instalações dos portos organizados, visando cumprir os seguintes objetivos específicos para cada horizonte de planejamento:

Downloads

 + Para conhecer um resumo de dados sobre o PDZ, acesse nosso infográfico clicando aqui.
 
+ Para fazer o download da apresentação, clique aqui.
 
+ Leia o Sumário Executivo do Plano, clicando aqui.
 
+ Se deseja ter acesso ao processo completo, clique aqui.
Termo de privacidade