Codesp Promove Workshop em Laguna

Página Inicial > Press Releases > Codesp Promove Workshop em Laguna

Publicado em 31 agosto 2018 - 17:21


O diretor presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), José Alex Oliva, e o diretor de Relações com O Mercado e Comunidade, Cleveland Lofrano, anunciaram o “Plano de Desenvolvimento do Terminal Público Pesqueiro de Laguna”. Dentre as ações apresentadas estão a revisão do Plano Mestre para o terminal desenvolvido em 2014 e a elaboração do Zoneamento Estratégico das áreas do TPPL, além da implantação de ações bem sucedidas do Programa de Modernização da Gestão Portuária (PMGP) na Codesp.

A apresentação ocorreu nesta quinta-feira (30/08), no auditório da Universidade Estadual de Santa Catarina, durante workshop técnico que reuniu, dentre diversas autoridades, o prefeito de Laguna, Mauro Vargas Candemil, o capitão de corveta Aldo Rocha, delegado da Capitania dos Portos,  o administrador do Terminal Público Pesqueiro de Laguna – TPPL, Evandro Almeida, e o reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc, Marcus Tomasi.

O presidente da Codesp destacou que a meta é tornar esse plano realidade através de um esforço integrado que contempla o anseio da região e “abraça as ideias da comunidade”. Frisou ainda que está totalmente comprometido com a administração do terminal e se dedicará para  transformar tais ações em resultados.

O diretor Lofrano apontou que a retomada do desenvolvimento de uma atividade fundamental para a economia local resgatará, com a criação de novas oportunidades, a posição de destaque da cidade de Laguna e da região, uma das principais produtoras de pescado no país.

O administrador do terminal, Evandro Almeida, expressou seu reconhecimento e agradecimento ao apoio direcionado ao TPPL e manifestou  o anseio para que o terminal cresça cada vez mais e se torne o maior terminal de pesca do país.

O reitor da Udesc, Marcus Tomasi, elogiou a iniciativa de se estabelecer metas para alcançar o desenvolvimento e revitalizar o terminal, destacando o papel da universidade na formação de profissionais e no processo de pesquisa.

O Governador do Estado de Santa Catarina foi representado pelo Secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), Samuel Silva. O secretário relembrou a vocação pesqueira da cidade e a necessidade de revitalizar o terminal: “Que o porto se torne um grande exemplo para Laguna, um povo que vive da pesca e tem nela sua principal fonte de renda”, disse.

O prefeito Mauro Vargas Candemil agradeceu à Codesp pela apresentação do Plano: “Não é fácil administrar o Porto de Santos, que é um dos maiores do mundo, e ainda se preocupar com que Laguna se desenvolva”, elogiou.

Estiveram presentes ao evento os secretários de estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Adenilson Biasus, e de Turismo do município, Evandro Carneiro Flora, além de vereadores da Câmara de Laguna, presidentes de associações locais, representantes das mais expressivas entidades de classe da região e comunidade em geral.

O destaque ficou por conta do anúncio da retomada prevista até outubro deste ano da operação da fábrica de gelo com  capacidade nominal de 200 t/dia e da assinatura do Termo de cessão não onerosa de uso da Casa Sede do terminal entre o presidente Oliva e o diretor Lofrano da Codesp juntamente com o prefeito Candemil.

Além disso, foi apresentado que será desenvolvido um programa para implantação do Distrito Industrial da Pesca na retroárea contínua ao terminal, ação de manutenção, sinalização náutica e o desenvolvimento de sistemas para fiscalização eletrônica das operações e funcionamento do TPPL.

Um programa para segurança operacional e ao meio ambiente integradas será desenvolvido, envolvendo a administração do TPPL, a Prefeitura, o Corpo de Bombeiros e demais entes públicos e privados. Estão também contemplados um programa de Medicina Ocupacional e Segurança do Trabalho e outro para início da retomada da operação da fábrica de gelo junto à Fundação do Meio Ambiente (Fatma), órgão ambiental estadual de Santa Catarina.

Instalações

O TPPL possui cais com 300 metros de extensão com 10 cabeços de atracação e 3 esteiras de recepção de pescados. De janeiro a agosto deste ano, foram descarregados 2.400 toneladas de pescados (sardinha, tainha, abrótea, corvina entre outros).

O canal de acesso ao terminal tem aproximadamente 2.200 metros de extensão, desde a barra até o TPPL.

Convênio Codesp

O TPPL era administrado desde 1975 pela empresa de Portos do Brasil S/A (Portobras), extinta no início de década de 90. A partir desse episódio sua administração ficou vinculada a Codesp, por meio de um Convênio celebrado com o Ministério dos Transportes, ao qual a Codesp se subordinava.

Nos últimos 10 anos a companhia docas santista assumiu o custeio operacional do terminal pesqueiro que envolveu um montante de R$ 36,7 milhões.

Além disso, em 2017 foram investidos no terminal recursos da ordem de R$ 1,50 milhão para reforma da fábrica de gelo.

Ao final de 2015, foi firmado novo Convênio entre a Codesp e a então Secretaria Nacional de Portos (SEP), com vigência até 2020.

Assessoria de Comunicação Social
Companhia Docas do Estado de São Paulo
Autoridade Portuária

Av. Conselheiro Rodrigues Alves, s/nº . Macuco . Santos/SP . Brasil
Tel.: +55 (13) 3202-6410
comunicacaosocial@portodesantos.com.br | www.portodesantos.com.br