Portal do Governo Brasileiro
  • Login/E-mail
  • Senha
Quinta-feira, 24 de julho de 2014 - Fuso horário: GMT -3
Serviços > Imprensa
IMPRENSA
Press-release da Assessoria de Comunicação Social
Santos Export debate competências e saídas para o desenvolvimento do Porto de Santos
31/08/2010
Evento reuniu, em Brasília, autoridades do setor de comércio exterior

 

A oitava edição do Santos Export debateu, hoje (31 de agosto), questões fundamentais para a expansão do Porto de Santos, que focam, principalmente, as soluções e responsabilidades para que atinja um nível de eficiência equiparável aos grandes portos do mundo.

O diretor-presidente da CODESP, José Roberto Correia Serra, falou sobre soluções e responsabilidades para o aumento imediato da eficiência do Porto de Santos, destacando que a questão logística está no centro das decisões que viabilizam esse objetivo, tais como investimentos, parcerias e estratégias. “Para se ter uma logística adequada é necessário, entretanto, que se tenha um planejamento integrado estruturado e modais eficientes”, afirma.

O Ministro da Secretaria de Portos, Pedro Brito, disse que um dos grandes desafios que o setor portuário tem pela frente se refere à intermodalidade. ”Os portos são vitais para o desenvolvimento do País e cabe a nós planejadores do sistema garantir a sua eficiência. Uma das ações imediatas para isso é o equilíbrio da matriz de transportes. Para isso é necessário viabilizar investimentos para o crescimento do modal ferroviário. “Para Santos, por exemplo, estamos buscando idéias inovadoras, criativas, para garantir a acessibilidade ao porto. Esse, juntamente com a inteligência logística, é um dos grandes desafios que temos a vencer nos próximos anos”, destacou o ministro.

A Prefeita de Cubatão Márcia Rosa também destacou a importância do planejamento logístico e o investimento nessa cadeia, para que a região metropolitana da Baixada Santista possa usufruir do desenvolvimento propiciado pela expansão do porto sem transtornos.

Já o Prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa, afirmou que estamos vivendo um momento muito especial na história do sistema portuário, com um nível de investimentos nunca antes visto, que vem permitindo avanços no aprimoramento de sua logística. Papa frisou, entretanto, que é importante um olhar muito especial para o futuro. “Os portos não devem ser vistos como um instrumento dos governos Federal, Estadual ou Municipal, mas como uma ferramenta estratégica para o desenvolvimento do país”.

O Deputado Federal Márcio França alertou sobre a necessidade de agilizar os processos administrativos, inclusive licenciamentos, para que os investimentos no setor portuário ocorram com maior celeridade, dando respostas, em tempo, ao crescimento do comércio exterior brasileiro. “Isto é fundamental, pois o Porto de Santos está crescendo em um ritmo chinês”, afirmou.

O diretor-presidente da Associação Brasileira de Promoções de Exportações e Investimentos -APEX Brasil, Alessandro Teixeira, falou sobre as necessidades do Porto de Santos e sua importância para a economia regional e nacional. “Temos que compatibilizar o crescimento econômico do País com os investimentos necessários em infraestrutura”, explicou. Teixeira destacou, também, o grande interesse de instituições internacionais em investir no Porto de Santos. E complementou que não existe competitividade no Brasil sem o aprimoramento da logística para exportação. E essa logística tem como uma das principais ferramentas o Porto de Santos.

O presidente da APEX destacou, também, o salto nos investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC 1 para o PAC 2, recebidos pelo Porto de Santos, que passaram de R$ 392,2 milhões para 1.533,9 milhões. Os investimentos privados totalizam R$ 4,758 milhões. Os recursos se destinam a melhoria do calado do porto, obras de acessibilidade, estudos para expansão da plataforma logística, indústria naval e ferrovias, inovações tecnológicas e qualificação de mão-de-obra. Teixeira complementou que sem um sistema multimodal integrado, será muito difícil falar em crescimento do comércio exterior brasileiro. “Não existe competitividade no Brasil sem o aprimoramento da logística de exportação, que está atrelada ao desenvolvimento do Porto de Santos.

O vice-presidente de Mercado, Pesquisas e Análises do Canal do Panamá, Rodolfo Sabonge, falou sobre os impactos da ampliação do canal do Panamá na logística internacional.

Assessoria de Comunicação Social

CODESP – Porto de Santos

 

Banco de Imagens
Porto KIDS
Companhia Docas do Estado de São Paulo - CODESP - Avenida Rodrigues Alves, s/nº - Macuco - Santos,
São Paulo, Brasil - CEP 11015-900
Fone: (13) 3202-6565 - Fax [clique aqui]