Inicio do Menu


Inicio do conteudo

O Porto de Santos é fundamental para o escoamento dos bens e mercadorias produzidos na sua área de influência primária, que abrange os estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Nesta região, o Porto de Santos representa a melhor opção logística e econômica para a exportação e também para a importação, uma vez que a área de influência primária do Porto concentra uma grande parte do mercado consumidor brasileiro.

Pela sua relevância na balança comercial do país, e por ser um porto concentrador de cargas de longo curso e cabotagem, o Porto de Santos acaba também atendendo a demanda de comércio exterior de outros estados importantes da Federação, tais como Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Espí­rito Santo, Bahia, Pernambuco, Rondônia, Tocantins, Sergipe e Paraí­ba, integrantes de suas áreas de influência secundária e terciária.

O Estado de São Paulo

Com apenas 3% da área do território nacional e mais de 40 milhões de habitantes, o estado paulista é o mais populoso e desenvolvido do continente sul-americano. Com um Produto Interno Bruto (PIB) da ordem de 2,38 trilhões de reais (Seade, 2020), o estado supera a produção nacional de importantes países da América Latina somados, tais como Argentina e Chile juntos. Abriga os maiores complexos industriais e comerciais, além de ser o centro financeiro e de consumo da América do Sul, o que legitima seu status de “motor econômico” do Brasil. Aproximadamente  90% do parque industrial do Estado localiza-se a menos de 200 km do Porto de Santos.

 

Termo de privacidade